Obras em praceta desesperam moradores

      Sem comentários em Obras em praceta desesperam moradores

Os moradores dos edifícios existentes na Praceta José Gregório de Almeida, contígua à Avenida 25 de Abril, em Massamá, estão desesperados com o eternizar das obras a que já apelidam como sendo de “Santa Engrácia”. Um cartaz da Câmara anuncia que a praceta está em obras para que o estacionamento seja requalificado e diz que a intervenção é temporária. Segundo os moradores, os meses vão passando e tudo permanece na mesma. A autarquia diz que os trabalhos estão em fase final e que em Novembro já estará tudo resolvido.

“Isto é uma vergonha. Não vemos trabalhos nenhuns. Vedaram a zona central da praceta e assim continua há mais de dois meses. De vez em quando lá vemos técnicos a medir, repararam umas condutas de ar que servem um estacionamento subterrâneo da Câmara e pouco mais”, afirmou Carlos Alves, de 37 anos, morador num prédio da referida praceta.

Clara Nunes, de 51 anos, outra residente local, é mais alarmista: “Aquilo que alguns trabalhadores da Câmara nos disseram é que havia o perigo de a praceta abater devido às infiltrações no parque subterrâneo. Também disserem que havia raízes de árvores a rebentar as paredes do subterrâneo. Não sabemos se é verdade, mas que não é normal uma requalificação de um estacionamento levar tantos meses não é. Afinal era só marcar melhor os lugares e estava resolvido. Tenho a certeza de que algo de mais grave se passa aqui.”

Carros retirados

Pedro Brás, presidente da União de Freguesias de Massamá e Monte Abraão, garante que tem acompanhado a situação com atenção e diz que não há qualquer motivo para alarmismos: “Foi de facto necessário fazer-se uma intervenção no parque subterrâneo, que é um edifício camarário. Havia infiltrações no silo que obrigaram a fazer alguns trabalhos de reabilitação e foram reforçadas algumas estruturas.”

Ainda segundo o autarca, em breve tudo estará funcional: “Procedeu-se à repavimentação da praceta em causa e creio que em breve o estacionamento estará disponível para todos os moradores. Havia imensos carros no interior do silo, uma vez que era para ali que a Câmara levava os carros abandonados na via pública. Foram todos retirados e posso garantir que não há qualquer risco para os moradores nem para as suas viaturas. Não nos podemos esquecer que se trata de uma infraestrutura bastante antiga e que precisava desta intervenção. Mas, repito, as pessoas podem ficar descansadas.”

Segundo o nosso jornal apurou, agora a remoção de viaturas abandonadas na via pública em Massamá, Monte Abraão e restante concelho está a ser feita com contenção, uma vez que o parque que a autarquia dispõe para o efeito, localizado em Vila Verde, estará a rebentar pelas costuras. A Câmara está a estudar formas de minimizar o problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *