Novidades Apple: Tecnologia e design de mãos dadas

A Apple apresentou com pompa e circunstância os novos iPhones com que quer convencer os fãs de smartphones de todo o mundo. iPhone Xs e iPhone Xs Max são os nomes a reter de uma apresentação que juntou design e tecnologia em palco de uma forma a que a multinacional americana já nos habituou.

Ambos os modelos contam com um novo processador, o A12 Bionic, que conta com uma arquitectura de 7 nm e 6,9 mil milhões de transístores que garante capacidade de processamento suficiente para lidar com 5 mil milhões de tarefas em simultâneo. A plataforma gráfica oferece um desempenho de renderização 50 por cento superior à da geração anterior. Na prática, dispõe de mais velocidade para aplicações gráficas, como jogos ou aplicações de processamento de imagem ou vídeo.

Se gosta de fotografia, então vai gostar do sistema de duas câmaras traseiras de 12MP que os novos iPhones oferecem (grande angular e teleobjectiva), e ao qual se junta uma câmara frontal para selfies (de 7MP). O sistema de câmara funciona com uma abertura de f/2.2 e permite o controlo da profundidade de campo para por exemplo criar fotos de retrato com o fundo desfocado, de forma a garantir maior destaque ao sujeito fotografado. Os utilizadores podem ainda gravar vídeo em Full HD (1080p) a 60 fps e carregar os smartphones sem recorrerem a cabos com os carregadores wireless suportados.

O iPhone Xs Max conta com um ecrã retina de 6,5” e está disponível a partir de 1279 euros. O Xs tem um ecrã retina de 5,8” e é vendido por um preço a partir de 1179 euros.

Novo iPhone Xr e Apple Watch

Além dos dois iPhones Xs, a empresa aproveitou ainda o evento para lançar o Xr, um modelo de 6,1” com uma câmara de 12MP e outra de 7MP que oferece ainda carregamento sem fios e o mesmo processador A12 Bionic que pode ser encontrado nos restantes modelos apresentados. O Xr deverá estar disponível quando o leitor estiver a ler estas linhas por um valor a partir de 879 euros.

Se é fã do Apple Watch, então não deixe de dar uma vista de olhos ao Series 4, o mais recente relógio inteligente da empresa americana. Tal como acontece com os restantes equipamentos apresentados, também o Apple Watch oferece uma área de ecrã superior (cerca de 30% face aos anteriores), para que os utilizadores possam consultar ainda mais informação no pulso. Disponível por um valor a partir de 439 euros, dispõe de uma superior capacidade de recolha de informação com os sensores. Neste campo, o novo relógio consegue detectar uma queda de um utilizador e, em caso de inexistência de movimento durante um período de tempo, o relógio pede ajuda automaticamente. A quarta versão do Apple Watch conta também com um sensor de ECG para recolher informação sobre o ritmo cardíaco do utilizador e com um novo processador S4 dual-core de 64 bits, até duas vezes mais rápido que o processador S3 da geração anterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *