Como cuidar de animais exóticos

      Sem comentários em Como cuidar de animais exóticos

Coelhos e Tartarugas

A maior dificuldade quando se adquire um animal exótico é, e sempre será, o seu maneio. Antes de adquirir seja que animal for mas, principalmente, um animal exótico deve sempre pesquisar muito, falar com quem já possua um animal da mesma espécie e, claro, deve sempre falar com veterinários para expor as dúvidas existentes (que existirão sempre).

A questão mais controversa é a das tartarugas aquáticas. Sempre ou quase sempre, quando vamos comprar uma tartaruga às lojas de animais, é-nos dito que apenas precisamos de um recipiente com água e de um local seco, como se fosse uma ilha e dar-lhe camarões secos como alimentação, o que é completamente errado.

Antes de adquirir uma tartaruga esteja ciente que estas duram bastantes anos se forem bem tratadas e, consoante a espécie, ficam bastante grandes. Uma tartaruga aquática necessita de ter um aquário com bastante água, mas também, com uma zona terrestre de fácil acesso para poder descansar e, nesta zona terrestre, deverá ter um hotspot e luz UV a imitar o sol, caso a sua tartaruga não tenha acesso à luz solar. A temperatura da água deverá estar entre os 26 e 30 graus e deverá ter um filtro para que a mesma não fique suja e contaminada pelas fezes e urina da mesma.

Quanto à sua alimentação, deverá ser bastante variada, nomeadamente, peixe cru com pouca gordura, vegetais, grilos, larvas e inclusive pequenos insetos, mas aconselho sempre a falar com um veterinário para lhe indicar os melhores alimentos.

Cuidar do seu coelho

Outra espécie onde percebo existirem falhas no maneio são os coelhos, embora já haja muita informação acerca destes animais, ainda há quem cometa certos erros que não deveriam ser cometidos. Assim como nas tartarugas, os coelhos também devem ter uma alimentação variada, sendo a base da sua alimentação feno (60%) e ração (15%). Vá-lhes dando também verduras (excluindo a alface porque pode causar diarreia) e frutas, como a banana, por exemplo, etc., e claro, não se esqueça, ter sempre água disponível.

Deverá também, dar liberdade ao seu coelho para este andar solto pela casa para poder correr e explorar, mas tenha sempre em atenção fios a que possa aceder pois os coelhos gostam de roer e podem roer fios elétricos, o que é perigoso para eles.

Se o seu coelho tiver pêlo comprido, não se esqueça de o escovar pelo menos 1/2 vezes por semana, porque podem criar imensos nós e com o passar do tempo pode mesmo ferir o seu coelho e levar, inclusivamente, à amputação de membros!

Rafael Brinco
Auxiliar de veterinária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *